Medo

Houve um tempo em que eu temia
Coisas realmente assustadoras
Como a terrível escuridão
Com seus fantasmas e seus monstros
Suas bruxas e seus mistérios

Hoje eu temo coisas
Que quando criança nem imaginava
Que assustassem tanto gente grande
E nem mesmo o colo de minha mãe
É capaz de fazer tanto temor se diluir

Hoje eu temo a vida
Temo a morte
As chegadas e as despedidas
O final e o meio
O ponto de partida

Temo ter você
Temo não te ver nunca mais
Temo o fracasso e o poder
O amor e a solidão
A ignorância e o saber

Temo a derrota
E também o que há por trás da vitória
Só não temo mais a escuridão
Esta eu a procuro
Virou meu refúgio

Published in: on junho 4, 2010 at 3:49 pm  Deixe um comentário  

Águas Calmas

Durante muito tempo
Enfrentei os mares mais turbulentos
Com a missão de encontrar tesouros
Nunca antes descobertos

Depois de anos de insistente teimosia
Fui vencido não pelo poder da natureza
Mas pela força invencível do tempo
Que calejou meu imaturo coração

Reuni os cacos da minha outrora
Poderosa embarcação
Construí uma pequena jangada
E remei calmamente sem direção

E foi navegando em águas calmas
Que o grande tesouro me encontrou
A paz de valor incalculável
E o amor que me cessou a solidão

Published in: on junho 1, 2010 at 12:18 am  Deixe um comentário  

Mundo

Desde que aqui cheguei
O mundo não parou de girar
E tudo gira junto repetidamente
Se há opção eu quero escolher
Não nasci tonto como muitos pensam
Fiquei após tanto rodar com vocês

Dê-me a oportunidade de tirar umas férias
Cansei das pessoas chatas
Do cheiro de gasolina
Dos programas de auditório
Das comidas enlatadas
Da minha imagem no espelho

O pôr do sol já não é o bastante
Parem o mundo
Eu quero descer

Published in: on maio 22, 2010 at 7:47 pm  Deixe um comentário  

Treze Futebol Clube

Uma pequena homenagem ao meu clube do coração, que ontem se sagrou campeão paraibano, me dando mais uma de tantas alegrias.

O que é o Treze Futebol Clube?

O que parece ser uma pergunta muito simples chega a ser muito mais complexa do que a maioria das pessoas pode imaginar. Por exemplo, se fizermos esta pergunta a alguém que more bem distante da Paraíba talvez este alguém responda: “É um clube de futebol paraibano”. Se perguntarmos a uma pessoa que passou apenas alguns meses em Campina Grande sua resposta talvez seja: “É uma religião das mais cativantes”. Porém, se a pergunta for feita a grande parte das pessoas do nosso estado, muitos responderiam: “O Treze é minha vida!”. Isto porque para o Treze não existe uma definição concreta, lógica e racional, o Treze para sua grande torcida é emoção, e cada torcedor pode senti-la de uma maneira diferente.

O Treze é um sonho de Antonio Fernandes Bioca e doze amigos que já perdura por 83 anos, e que a cada dia se torna o sonho de mais e mais pessoas, se espalhando como se fosse uma corrente inquebrantável, nos dando uma sensação em certos momentos que este sonho um dia atingirá todo o mundo.

O Treze é uma herança familiar, uma tradição que vem dos nossos avós como um código genético, que faz homens sonharem em ter filhos com o desejo de verem estes com os olhos brilhando de felicidade numa tarde de domingo no estádio Presidente Vargas. O Treze é uma bandeira da Paraíba, representando um povo sofrido e aguerrido, que nunca se entrega mesmo estando à frente das maiores adversidades. O Treze é o maior símbolo de Campina Grande pelo mundo afora, transferindo para os gramados a grandeza de uma cidade cosmopolita desde o seu nascimento, que apesar de ser do interior carrega em si a alma de uma grande metrópole.

O Treze é luta, sofrimento, é esperança. É o sentimento de que o caminho é longo e árduo, muitas vezes incerto, mas que não podemos desistir jamais, pois é a luta que eterniza as nossas conquistas. O Treze é folclore, um mito, um conto de fadas. Seus dramas e suas façanhas são epopéias que foram vividas intensamente por gerações e gerações de fanáticos seguidores, e contadas de forma tão apaixonada por quem as presenciou que hoje em dia fica muito difícil de separar o real do abstrato.

O Treze é a junção do preto com o branco, do velho com o novo, de um passado glorioso com um futuro promissor, construído em cima de um presente de muita dedicação entre os dirigentes, funcionários, jogadores e torcedores desta grande instituição, porque todos nós juntos somos o Treze Futebol Clube.

Published in: on maio 17, 2010 at 3:27 pm  Comments (1)  
Tags: , , ,

Perfeição

Eu gostava mais
Quando você não cobrava tanto
Não queríamos ser perfeitos
Temer os erros
Nós só queríamos nos divertir
Sem nenhum plano
E sem limites
A cada passo um novo rumo
Decodificando todos os segredos enterrados
Em nossos corações

O que ficou para trás
Nunca pense que eram apenas planos
Ficou para trás tanta incerteza
Tantos mistérios
Estradas sem direção
Vendo você na contra-mão
Eu sinto que tenho que partir
Porque a mesma estrada
Reta e pavimentada
Nunca levou ninguém a perfeição

Published in: on maio 13, 2010 at 6:46 pm  Deixe um comentário  

Lixo Cósmico

Satélites filmando os nossos passos
Na Lua uma bandeira solitária
Estrelas são retratos do passado
E nós somos a poeira do retrato…

Published in: on maio 13, 2010 at 6:32 pm  Deixe um comentário  

Final dos Tempos

Ela acorda e vê monstros
Espalhados pelos quatro cantos da sua tevê
Eu tento fazer com que ela a desligue
Ela me diz que é o final dos tempos

Então eu a chamo para dar uma volta
Compro umas flores e mostro para ela
Que o nosso mundo não é tão perigoso
Quanto aquele dos telejornais

Tirando as pessoas mal educadas
O som histérico dos carros
E a derrota do meu time
Nada mais lembra o final dos tempos

Se fosse o final dos tempos
Eu tenho certeza
Não haveria tanto amor assim dentro de mim

Published in: on maio 10, 2010 at 9:04 pm  Deixe um comentário  

COSMOS

No Big Bang de uma paixão
Criou-se um novo universo
Entre mim e você
E tudo o que eu te falei
Tudo o que eu consegui externar
É apenas uma minúscula parte
De um pequeno sistema solar

Mas aquilo que eu guardo para mim
Não há como expressar
É realmente grandioso e profundo
Não caberia em mil mundos
E talvez nunca fosse parar
Se não estivesse prestes a ser engolido
Pelo grande buraco-negro do descaso

Published in: on maio 3, 2010 at 7:17 pm  Comments (3)  
Tags: , ,

LUA

Viver não é mais do que fingir
Dancei, cantei e sorri
Mas antes de dormir
Chorei

Tenho andado indiferente
Mas só penso em você
Vejo uma lua imponente
Que me lembra de esquecer
E eu oculto firmemente
O que o coração tenta dizer

Viver não é mais do que esperar
Pra ver tudo passar
E na hora de chegar
Partir

Tenho andado indiferente
Mas só penso em você
Vejo uma lua imponente
Que me lembra de esquecer
E eu oculto firmemente
Que só penso em você…

Published in: on maio 3, 2010 at 1:46 am  Deixe um comentário  

No Emotion

Nos olhos do menino
A multidão está feliz
O beijo da garota
E o mundo inteiro pede bis
Esperei o dia inteiro o seu abraço
Meu descompasso é a solidão de sempre

Nas praias de janeiro
Mergulhada a tentação
Os ventos do outono
Trazem sempre uma paixão
Mas já chegaram as chuvas de agosto
E meu desgosto é ter você tão fria

Anseio te dizer não um dia…

No toque do silêncio
Ouço o som da depressão
Que me convida amiga
Para um passeio até o chão
Confiro de perto o seu sorriso
E canalizo o seu poder medonho

Final de campeonato
A multidão está feliz
Um brinde ao calouro
E o mundo inteiro pede bis
Nossos grandes momentos já passaram
Se ofuscaram, amor não havia

Anseio te dizer não um dia…

Oh… White fire
No emotion

Published in: on abril 27, 2010 at 6:46 pm  Deixe um comentário