Sorriso

Dizem que é tarde demais
Ou é o medo da escuridão?
À noite eu só quero brincar
De seguir os seus passos no chão

Duvidam cada vez mais
Eu até os meus olhos fechei
Se há quem confie em mim
Eu prometo que chegarei

Baby, no esplendor da minha vida
Eu conheci o seu sorriso
E não negarei
É dia de sol mas está frio
E o meu coração partido
Eu remendei

Do barco ancorado no cais
De lá jamais sairão
Com uma jangada eu vou
Remar contra a solidão

Mas dizem que é longe demais
Ou é o medo de se perder?
Estarei mais distante daqui
E próximo de entender

Baby, no esplendor da minha vida
Eu conheci o seu sorriso
E quase chorei
É dia de sol mas está frio
E o meu coração partido
Eu remendei

Published in: on julho 5, 2010 at 4:02 pm  Comments (1)  

No Fim da Festa

Todo mundo esgotado
Eu estou acabado
E Tiago empolgado
Quer tocar mais uma vez
Mas Tiago tenha calma
Estamos cansados
Demos tudo esta noite
Deixe a gente descansar

Tanto lixo para ser reciclado
Tantos beijos que ficaram no passado
Tanta gente que escolheu o lado errado
E aquele cara tão sozinho
Não arrumou ninguém
No fim da festa

Às vezes estamos em um bloco animado
E nem a mais bela garota
Chama a sua atenção
O motivo deste olhar desmotivado
Foi procurar a noite inteira
E não encontrar você aqui

Os cigarros já foram todos fumados
Mais um dia vai nascendo tão nublado
E a garota que acabou com o namorado
Está sentada no gramado
Não sabe onde ir
No fim da festa

Published in: on julho 5, 2010 at 3:38 pm  Deixe um comentário