Voz

Eu quero ouvir
Eu quero ver
Quero passar na sua frente
Porque se eu fosse o primeiro
Talvez fosse diferente
E talvez fosse divertido
Um grito
Um gemido
As horas passam e ela dança
Mas na verdade é a sua voz que eu quero ouvir…

Eu quero dançar
Eu quero cantar
Depois fazer tudo de novo
Arrancar o seu sorriso
E descobrir o seu perfume
Talvez fosse divertido
Um amor proibido
Os anos passam e eu não me canso
Na verdade é a sua voz  que eu quero ouvir…

Anúncios
Published in: on junho 10, 2010 at 8:04 pm  Comments (1)  

Across The Universe – The Beatles

Glória aos Beatles!

Tradução:

Palavras flutuam como uma chuva sem fim
Dentro de um copo de papel
Elas se mexem selvagemente
Enquanto deslizam pelo universo
Um monte de mágoas e um punhado de alegrias
Estão passando por minha mente
Me possuindo e acariciando

Glória ao maestro do Universo
Nada vai mudar meu mundo

Imagens de luzes quebradas
Dançam na minha frente como milhões de olhos
Eles me chamam para ir pelo universo
Pensamentos se movem como um vento incansável
Dentro de uma caixa de correio
Elas tropeçam cegamente
Enquanto fazem seu caminho pelo universo

Glória ao maestro do Universo
Nada vai mudar meu mundo

Sons de risos e sombras de amor
Estão tocando meus ouvidos abertos
Me excitando e convidando
Um amor incondicional sem limites
Brilha em minha volta
Como milhões de sóis
E me chamam para ir pelo universo

Glória ao maestro do Universo
Nada vai mudar meu mundo

Published in: on junho 9, 2010 at 5:22 pm  Deixe um comentário  

Ego Parafuso

Fiquei parado por mais de duas horas
Olhando a chuva passar e me trazer
Um sinal
Eu fico ansioso e bebo uma coca-cola
Mesmo sabendo que ela sempre vai
Me fazer mal

Eu vejo o seu rosto moreno
Com olhos pequenos
Bonitos demais
Eu vejo seus lábios
Vermelhos e carnudos
Você é decidida demais
E eu tão confuso
Ego parafuso
Eu preciso ir lá na sua casa
O que parece impossível para mim
É a coisa mais simples do mundo para você…

Tomar uma decisão!

Published in: on junho 4, 2010 at 7:29 pm  Deixe um comentário  

Medo

Houve um tempo em que eu temia
Coisas realmente assustadoras
Como a terrível escuridão
Com seus fantasmas e seus monstros
Suas bruxas e seus mistérios

Hoje eu temo coisas
Que quando criança nem imaginava
Que assustassem tanto gente grande
E nem mesmo o colo de minha mãe
É capaz de fazer tanto temor se diluir

Hoje eu temo a vida
Temo a morte
As chegadas e as despedidas
O final e o meio
O ponto de partida

Temo ter você
Temo não te ver nunca mais
Temo o fracasso e o poder
O amor e a solidão
A ignorância e o saber

Temo a derrota
E também o que há por trás da vitória
Só não temo mais a escuridão
Esta eu a procuro
Virou meu refúgio

Published in: on junho 4, 2010 at 3:49 pm  Deixe um comentário  

Águas Calmas

Durante muito tempo
Enfrentei os mares mais turbulentos
Com a missão de encontrar tesouros
Nunca antes descobertos

Depois de anos de insistente teimosia
Fui vencido não pelo poder da natureza
Mas pela força invencível do tempo
Que calejou meu imaturo coração

Reuni os cacos da minha outrora
Poderosa embarcação
Construí uma pequena jangada
E remei calmamente sem direção

E foi navegando em águas calmas
Que o grande tesouro me encontrou
A paz de valor incalculável
E o amor que me cessou a solidão

Published in: on junho 1, 2010 at 12:18 am  Deixe um comentário